CENTRAL DE AGENDAMENTO(011) 3181-8333

Visclin Oftalmologia - Agendamento Online

Retinopatia Diabética

O segredo do diabético é se amar é se cuidar


Imagem

O Diabetes é considerado uma epidemia mundial. Em 2015 eram 415 milhões de diabéticos no mundo. A estimativa é que em 2040 sejam 642 milhões. Há atualmente 1 diabético a cada 11 adultos, além disso, acredita-se que 193 milhões de indivíduos com Diabetes não possui o diagnóstico da doença.

Crescendo o número de diabéticos aumenta o risco de Retinopatia Diabética, causa de cegueira na população economicamente ativa.

A Retinopatia Diabética é caracterizada por lesões no fundo de olho, ocasionadas por alterações vasculares na circulação retiniana podendo evoluir para Retinopatia Diabética Proliferativa com formação de neovasos que podem sangrar para a cavidade posterior do olho, dificultando a travessia que os raios luminosos percorrem para enxergarmos. Além disso, o edema macular (aumento da espessura na parte central da retina) pode diminuir a acuidade visão significantemente mesmo em estágios iniciais da Retinopatia.

Em 2002 a Retinopatia Diabética foi responsável por 5% das causas de cegueira no mundo, representando 5 milhōes de todos os cegos. Com a incidência do diabetes aumentando, tememos que cresça esse número. Por isso, a prevenção do Diabetes e da Retinopatia Diabética se faz tão importante nos dias de hoje. É imprescindível o exame do fundo de olho pelo oftalmologista periodicamente, pois uma vez diagnosticados o edema macular diabético e a Retinopatia Diabética Não Proliferativa e Proliferativa (subtipos de Retinopatia Diabética), devem ser tratados com fotocoagulação a LASER, medicamentos intra-vítreo, e até cirurgia de Vitrectomia, de acordo com os achados da fundoscopia e dos protocolos existentes, na tentativa de impedir a evolução para a perda parcial e total da visão.

Os fatores de risco para Retinopatia Diabética são duração do diabetes, níveis de glicemia, hipertensão arterial sistêmica, gravidez, dependência da insulina, níveis lipídios, fatores nutricionais e genéticos. O controle dos níveis glicêmicos diminui a incidência e a progressão da Retinopatia. Daí a importância da dieta, do uso correto dos medicamentos e do controle com o endocrinologista. O paciente diabético tem que se amar e se cuidar.

O exame do fundo do olho (Mapeamento de Retina) para diagnóstico, controle e tratamento da Retinopatia Diabética deve ser agendado após 3 a 5 anos do diagnóstico do Diabetes tipo I ( jovens não produtores de insulina) e no momento do diagnóstico do Diabetes tipo II ( adultos produtores parciais de insulina).

Assim, realizando o Mapeamento de Retina periodicamente temos mais chances de ajudar a prevenir a cegueira e colaborar para que as belezas do mundo sejam sempre apreciadas.

 

Voltar

PRÉ-AGENDAMENTO

DE CONSULTA/EXAME