Imagem de um bot�o de agendamento
(11) 99568-4424
Imagem de topo

A vis�o � o principal sentido com o qual interagimos com o mundo. Por meio dela, realizamos as nossas principais viv�ncias e constitu�mos nossas mem�rias.

Por isso � t�o importante o cuidado com a sa�de ocular, fundamental para nossas tarefas mais b�sicas e para a maneira como vivenciamos os melhores momentos da vida.

Consulte um oftalmologista regularmente.

UM OLHAR SOBRE A SA�DE OCULAR DO BRASILEIRO

Estar bem informado � o primeiro passo para combater a cegueira e os problemas oculares. E no m�s mundial da vis�o, divulgamos alguns dados sobre a sa�de ocular dos brasileiros, no intuito de mostrar que os problemas podem atingir pessoas de todas as classes e idades, principalmente quando os cuidados s�o deixados de lado.

Veja a seguir =)

Foto de uma menina sorrindo
Imagem de uma bola escrito 34%

dos brasileiros nunca foram ao oftalmologista1

Imagem de um olho
Imagem de um olho com cegueira
Imagem de um texto
Imagem de uDr Vis - Centro Oftalmom texto

1Revista Veja, 2019 2IBGE, 2019 3ONU

Imagem de um texto

QUANDO O ASSUNTO � SA�DE OCULAR, CADA FASE DA VIDA PEDE UM CUIDADO ESPECIAL

E a Opty se faz presente em todas elas. Saiba o que deve ser feito em cada uma e, em caso de d�vidas, consulte seu oftalmologista.

Imagem de uma menina fazendo exame de vista

ANTES DE NASCER

Desde o pr�-natal, j� � importante cuidar da vis�o do beb�. Uma infec��o materna por rub�ola ou toxoplasmose pode causar cegueira, por isso o acompanhamento nessa fase � fundamental.

AO NASCER

O teste do olhinho deve ser feito ainda na maternidade e um exame oftalmol�gico � recomendado nos primeiros seis meses de vida. Caso a crian�a apresente lacrimejamento excessivo, olhos anormalmente grandes, muita dificuldade na claridade ou mancha branca na pupila, a ida ao oftalmologista deve ser imediata.

DURANTE A INF�NCIA

A vis�o alcan�a a maturidade por volta dos 6 aos 8 anos de idade. Com o in�cio da vida escolar, problemas refrativos como miopia, astigmatismo e hipermetropia podem prejudicar o aprendizado. Um grave problema � a ambliopia, ou "olho pregui�oso", no qual a vis�o n�o se desenvolve plenamente em um dos olhos. Com o tempo, o c�rebro ignora as imagens desse olho "fraco", de tal forma que a vis�o pode ficar muito prejudicada.

ASSISTA AQUI A UM V�DEO SOBRE A IMPORT�NCIA DO SA�DE OCULAR NA INF�NCIA

NA ADOLESC�NCIA

Al�m de problemas refrativos (miopia, astigmatismo e hipermetropia), entre os 13 e 20 anos as pessoas est�o sujeitas ao aparecimento de ceratocone, que provoca irregularidade da c�rnea, �s vezes acompanhada pelo h�bito de co�ar excessivamente os olhos. Apesar de n�o ter cura, os tratamentos dispon�veis podem melhorar a vis�o, estabilizando o problema e reduzindo a deformidade da c�rnea.

NA VIDA ADULTA

Vista cansada, coceira nos olhos, dificuldade para focalizar imagens e lacrimejamento s�o as queixas mais comuns em adultos que procuram atendimento oftalmol�gico. Al�m da presbiopia (ou vista cansada), outros problemas mais frequentes a partir dos 40 anos s�o: catarata, glaucoma e retinopatia diab�tica. Todas muito perigosas e, �s vezes, com sintomas silenciosos. Por isso � sempre importante se consultar com rotina, anualmente, ou no per�odo indicado pelo seu oftalmologista.

AP�S OS 65 ANOS

Conforme o avan�o da idade, as chances de desenvolver doen�as oculares graves tamb�m � maior. � o que acontece com o Glaucoma, principal causa de cegueira irrevers�vel no mundo, ou com a Degenera��o Macular Relacionada � Idade (DMRI), que pode causar danos irrevers�veis � vis�o central. Por esse motivo, as consultas de rotina s�o ainda mais importantes e devem ser mais frequentes nessa idade, para que o diagn�stico precoce possa ajudar a controlar alguns efeitos da doen�a.

Imagem de um texto

IMPORTANTE

A sa�de ocular deve ser acompanhada por um oftalmologista. Os exames realizados pelos m�dicos especialistas s�o fundamentais para identificarmos problemas importantes.